sexta-feira, 1 de março de 2013

Believe - Capítulo 33 ''ESPECIAL JB 19 ANOS''

Vocês devem ta querendo me matar né ?! Desculpa a demora pra postar, mas as coisas na escola estão muito pesadas D: mas eu to dando sempre um jeitinho de entrar aqui e escrever um pouco, pra fazer um capitulo razoável e postar pra vocês, eu ainda não mandei meu carregador pro concerto assim que eu fizer eu aviso vocês.. (( :

Começou a tocar a música de fechar o programa e eu e a Ellen saímos do palco conversando e rindo.  




LEIAM AS NOTAS FINAIS! Por favor! 
- Muito obrigada por me receber Ellen. 
- Que isso, o prazer foi meu. Eu já vou no seu camarim cumprimentar a todos, só preciso falar com o produtor antes. 
- Ok. 

Segui pro meu camarim e fiquei conversando com o pessoal. 

[...] 

Mas um dia acordando cedo D: Não me importava de ir pra escola, na verdade foi uma escolha minha continuar na escola, já que daqui um ano estarei me formando.
Tomei meu banho gelado, já que o calor estava insuportável e me arrumei. Quando terminei de escovar meus dentes, meu celular começou a tocar, olhei no visor e indicava ''Amor''

- Bom dia príncipe. 
- Bom dia linda, to passando ai em 10 minutos para irmos pra escola.
- Ok, to esperando. 
- Te amo, tchau. 
- Também te amo.  

Em exatos 10 minutos Justin estava buzinando na frente de casa. Abri a porta e Justin saía de seu carro, todo arrumado e foi de encontro a mim.

- Que shorts grandes eim - me selou
- Que namorado receptivo eim - devolvi o selinho
- Eu te amo e você sabe.
- Eu amo só as vezes.
- haha engraçadinha - ele abriu a porta do carro pra mim e deu a volta entrando no lado do motorista.
- Carro novo? 
- Sim.
- Seu pai ?
- Na verdade meu avô e meu pai. Disseram que eu só fico com ele se o time ganhar o estadual.
- Acho que alguém vai apelar nos treinos - rimos. Estava fingindo não lembrar do aniversário dele e acho que ele já estava começando a se incomodar com isso, eu não podia fazer nada, já que não queria estragar a surpresa que tinha preparado. 
- O que vai fazer hoje ?
- Provável que eu vá no shopping com minha mãe faz tempo que não ficamos juntas só eu e ela.
- Aaah - ele fez uma carinha de dó D: aah tenho que aguentar firme. - Mas e os paparazzis ? Não prefere fazer isso outro dia.
- E o que os paparazzis tem a ver com o dia ?
- Sei lá, só achei que .. - Ele não terminou a frase e ligou o som.

Tadinho do meu amor D: Mas eu não posso fazer nada eu tenho que me aguentar. Em poucos minutos estávamos na escola.

- Oi Cait, Chris!
- Oi (sa) - falaram em coro
- Eai
- Oi jus - Cait falou indo abraçar ele
- Falae - Justin fez seu toque estranho com ele depois de partir o abraço com Cait.

Cait e Chris estavam me ajudando na surpresa, entāo eles tinham que ficar calados.

- vou dar uma volta pela escola.
- quer que eu va junto bebe?
- nao precisa é rápido - me selou e saiu. Assim que vi ele atravessar a porta da sala eu continuei.
- aaai gente ele ta tāo triste achando que esquecemos o aniversário dele /:
- verdade mas precisamos manter segredo pra ser tudo perfeito.
- eu to é pensando na comida - chris disse com uma cara de bobo
- credo christian - caitlin deu um tapa na sua cabeça e eu só sabia rir dos dois. Depois de um tempo rindo avistei justin entrando pela porta seguido logo do professor. Que beleza primeira aula de segunda e temos filosofia, posso dormir mais um pouco.

[...]

5 ... 4 ... 3 .... 2 ... 1 PEEEEEEEN! O barulho mas irritante, porém mas amado pelos estudantes. O sinal da libertaçāo kkkkk juntei meus materiais e esperei Justin, Chris e Cait juntarem os seus, guardamos em nossos armários e fomos para o estacionamento.

- que tal almoçarmos juntos?
- gostei da ideia (sa)
- pode ser amor
- ja que todos vāo eu que nāo fico.

Fomos para um restaurante perto de casa, era pequeno, o que teríamos sossego e a comida de lá era ótima.

- Então o que vão querer?
- Eu quero ... peixe.
- Eu quero lasanha.
- Pode escolher o nosso amor. - Ele selou minha bochecha e eu sorri instantaneamente. Chamei o garçom e logo ele veio.

- O que vão querer? 
- São dois spaghettis a bolonhesa e dois sucos de laranja.
- Um risoto de peixe e coca. 
- uma lasanha pra mim e um suco de laranja também - Cait finalizou o pedido.
- Com licença. 
- Então o que vão fazer hoje ? - Chris perguntou começando com nosso teatrinho.
- Eu ainda não sei. - Cait fez uma cara de tédio.
- Eu vou ficar de bobeira em casa...
- Achei que você iria no shopping com sua mae amor. - Justin perguntou desconfiado.
- AAaah .. - droga - ver.da.de aah eu tinha me esquecido - DROGA mil vezes droga. - Obrigada por me lembrar - beijei sua bochecha amenizando a situação.
- Vocês não estao esquecendo nada importante ? - começou com as indiretas, isso significa que ele ta acreditando no nosso fingimento.
- Nãao, acho que não. - E assim foi o almoço todo, cheio de indiretas.

Ficamos comendo e conversando, pagamos a conta e pedi para que Justin me deixasse em casa. Assim ele fez.

- Obrigada amor, te amo. - Selei nossos lábio dando inicio a um beijo.
- Eu te amo mais minha pequena. - Ele falou com os lábio ainda próximos ao meu. - Quando voltar do shopping me liga ?
- Ligo. - Sai do carro e esperei ele sumir da minha vista para ligar pra Cait e pro Chris me ajudarem na decoração.

Passamos a tarde toda arrumando, contratamos um DJ, chamamos os amigos mais íntimos de Justin, o pessoal do time e das líderes, os avós de Justin e quando terminamos tudo era umas 6:30. Cait e Chris foram pra casa se arrumarem e eu fui tomar meu banho. Me arrumei e liguei pro Justin.

- Amor, cheguei do shopping.
- Ok princesa. O que vai fazer agora ? 
- O que vamos fazer.
- Aahn ? 
- Se arruma, rápidão, fica bem lindo.
- Ta né. 
- Em 20 minutos to ai, no màximo 30. Te amo.
- Beijo, te amo mais. 

Tadinho, tá tão desanimado. Cait e Chris (o do meio e esse tênis AQUI) chegaram e fomos receber os convidados. Já tinha chego mais da metade da festa, faltava pouco.

- Gente tá na minha hora de ir. Vou buscá-lo e dar uma volta com ele, enrolar sei lá, mas quando tiver todo mundo aqui me liguem e eu venho correndo com ele.
- Ok pode ir amiga.

Subi no meu quarto, peguei meu celular e o presente de Justin, peguei meu carro e fui até a casa dele. Chegando lá dei um toque no seu celular.

- Amor to chegando ai.
- Ok, a porta dos fundos ta aberta. 

Desliguei e estacionei o carro, entrei pelos fundos e subi as escadas apressadamente com o presente na mão. Bati na porta e esperei ele abrir.

- Feliz aniversáaario amooor *--* - Ele abriu um sorriso tão grande que foi inevitável nao sorrir junto e abraçá-lo.
- Você não esqueceu. - Ele disse ainda em meio ao abraço.
- Nunca esqueceria de você meu amor. - Separamos o abraço e começamos um beijo. Meu vicio, minha droga, o beijo dele era a melhor coisa do mundo. Ele estava lindo. - Já está pronto?
- Calma. - Ele correu até o espelho deu uma checada, passou mais perfume e voltou para perto de mim. Entreguei o presente e completei.
- É apenas uma coisinha, o outro presente eu só entrego mais a noite.
- Não gosto que gaste dinheiro comigo. Eu que tenho que fazer isso com você. - ri fraco e me pronunciei.
- Hoje os papéis são invertidos. Vamos ?
- Podemos ir - rimos juntos. - Afinal onde vamos?
- Segredo.
- Aah amor fala.
- Não. kk - Trancamos a casa e entramos no meu carro.

Meio que enrolei com o carro, fiquei dando umas voltas, até o Jb começar a desconfiar.

- Amor, sério onde a gente tá indo? Estamos rodando e rodando. 
- Calma apress... - Antes mesmo de eu terminar a frase o celular toca. ALELUIA.

- Oi.
- Pode vir.
- Ok.

Desliguei o celular e segui pra casa.

- Eu só preciso passar em casa acabei de lembrar que esqueci uma coisa lá. Juro que é rápido.
- Ok, mas to começando a me arrepender de ter saído, poderíamos ter ficado em casa vendo filme e curtindo a noite, do que perdidos. 
- Para de falar besteira amor. - Estacionei o carro na porta de casa. - Amor desce comigo.
- Aaahh pra que? 
- Por favor, para de ser chato.
- To indo. - Assim que ele saiu do carro, tranquei e segui em direção a porta, vi que as luzes estavam apagadas do jeito que eu havia planejado. Abri a porta e dei passagem pro Jus, quando eu ascendi a luz..

- SUPRESAAAAAAAAAAA! - E logo em seguida o DJ começou a tocar.

- Eai se arrependeu mesmo ?
- Me arrependo de ter te dito isso. - Ele me abraçou - Eu tenho a melhor namorada do mundo. Eu te amo.

Continuamos a festa, Justin cumprimentou a todos e ficamos curtindo até dar meia noite quando decidimos cantar o parabéns.

Eai o que acharam ??? Até o próximo capítulo *-* não deixem de ler esse texto que eu escrevi V

Meeu quem chorou o dia todo ? EEU!!! KK
Nosso bebê cresceu, virou um príncipe, e daqui a pouco nosso rei.. Nem acredito que vi ele completar seus 16, 17, 18 e agora 19 anos e quero ver ele completar 20, 21, 22 e assim vai. Hoje ele faz 19 mas, me lembro dele, bem pequeno, falando que iria limpar a neve sozinho, me lembro da fase de dificuldade que ele passou pra conseguir um contrato com as gravadoras, me lembro dele levando um caldo na praia, ou até mesmo a primeira vez que ele bateu a cabeça em publico... São momentos, que nós Beliebers não vamos esquecer, nem querendo. O Justin entrou nas nossas vidas, com um propósito. Na vida de cada belieber ele tá fazendo a diferença na minha já começou e tá sendo maravilhoso, porque quando eu choro, é só ver uma foto dele sorrindo, escutar uma de suas músicas e um sorriso o mais bonito e sincero de todos brota no meu rosto sem nem mesmo a minha permissão, já se tornou involuntário isso. Orar pra Deus todas as noites pra cuidar dele, já virou rotina. Porque quando Deus cuida dele, indiretamente ta cuidando de mim, quando eu vejo e sinto a felicidade do Jus, a minha felicidade vem junto. Eu não sei como tem pessoas que o xingam e o julgam sem nem mesmo conhecer a história dele. Ele já fez tanto por nós, que várias e várias vezes me pego pensando em como ele não enlouqueceu com tudo isso. Enfim, hoje eu agradeço a Deus por ter tocado o coração do Scoot e ter feito ele acreditar no Jusitn, porque isso faz com que o Justin acredite na gente. Ele não está do seu lado falando no seu ouvido, vamos belieber você consegue, mas quando você fecha o olho e se conecta com o Jus, ele te escuta belieber, ele sabe que você precisa de ajuda e ele ora por você ele acredita em você. É tudo isso e muito mais que me faz amar ele mais e mais e querer ficar com ele até a eternidade, porque eu acredito que, mesmo daqui uns anos quando ele tiver adulto, casado e com sua família, ele sempre vai ser o nosso Kidrauhl, mesmo quando só restar uma belieber ao seu lado. Eu amo aquele garotinho que nos enlouquecia apenas com um hairflip e hoje nos enlouquece com corpo. Eu amo aquele garotinho que antes nos preocupava só de falar que estava com tosse e hoje nos preocupa experimentando novas coisas. Eu amo ele, de qualquer jeito, tendo 16 ou 19. Amei, amo e sempre amarei o nosso Kidrauhl.






2 comentários:

  1. Eu ja´postei o capitulo lá na IB

    ResponderExcluir
  2. Amei, muito perfeito e tadinho do Justin kkk
    Continua

    ResponderExcluir